Viajar de Cruzeiro Precisa de Passaporte? Descubra aqui

É comum haver alguma confusão sobre se viajar de cruzeiro precisa de passaporte, especialmente quando embarca em solo nacional e, posteriormente, passa por países estrangeiros. Nestes casos, será que precisa de passaporte? É precisamente isto que vamos ver neste artigo.

A necessidade de passaporte tem muito a ver com a sua nacionalidade e com o seu destino. Por exemplo, se for um cidadão português a fazer uma viagem de cruzeiro pelo Mediterrâneo, pela Europa, não necessita de um passaporte, contudo, se for um cidadão brasileiro, já vai precisar. Mas, mesmo que pense não precisar de um documento como este, não significa que não deva levar consigo o mesmo.

Viajar de cruzeiro precisa de passaporte
Quando sair do navio, para uma excursão ou passeio, pode ser necessário o seu passaporte.

Viajar de cruzeiro precisa de passaporte se viajar para e de portos estrangeiros

Regra geral, como sugerimos acima, os passaportes são necessários para todos os cidadãos que embarquem ou desembarquem em solo estrangeiro, com as devidas exceções, como o exemplo supracitado.

Por isso, é sempre importante aferir de antemão, junto do seu agente de viagens, se vai necessitar de passaporte, especialmente se for fazer alguma das excursões que são normalmente promovidas a bordo dos cruzeiros para os momentos de paragem nos portos.

Adicionalmente, pode ser também boa ideia verificar os requisitos de cada porto individualmente, para determinar se necessita de algum visto para poder sair do navio no mesmo.

Conclusão: viajar de cruzeiro precisa de passaporte

Mesmo que esteja a planear fazer um cruzeiro que em princípio não é necessário passaporte, ainda assim recomendamos que faça o seu e o leve consigo na sua viagem. Apesar do potencial custo, vale a pena, pois assim fica descansado e evita eventuais dissabores para si e para a sua família.

Apesar de poder chegar a  casa sem um passaporte, se você ficar retido num determinado porto, os problemas associados em obter um passaporte temporário e para arranjar um voo de última hora não justificam a poupança de algum dinheiro que aconteceria se não investisse num passaporte real.

« Voltar para a Página Inicial

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *