Quem Teve Trombose Pode Viajar de Avião?

Viajar de avião é algo necessário nos dias de hoje. As grandes distâncias podem ser preenchidas em apenas alguns minutos, além de todo o conforto e praticidade garantidos por uma viagem rápida. No entanto, um dos maiores problemas para quem costuma viajar é a falta de espaço e o risco de trombose. Com pequenas atitudes é possível reduzir exponencialmente tais riscos, mas sempre resta a dúvida entre aqueles que já tiveram ocorrências da trombose. Afinal de contas, quem teve trombose pode viajar de avião ou deve recorrer aos outros meios de transporte?

Quem Teve Trombose Pode Viajar de Avião
Ficar num assento ao lado do corredor é importante para quem teve trombose.

Por que Viajar de Avião Pode Desencadear Trombose?

A trombose ocorre quando há uma má circulação do sangue nas veias, na maioria dos casos na região das pernas, especialmente na panturrilha, e o sangue perde sua velocidade de transporte, criando pequenos coágulos que podem vir a entupir determinadas veias e causar o inchaço. Ao desprender tais coágulos, a corrente sanguínea pode vir a levá-los para o coração ou até mesmo ao pulmão, causando embolia pulmonar.

Durante longos voos, é comum que as pessoas não movimentem as pernas, tanto por falta de espaço quanto pela comodidade, nesses casos, a circulação começa a ser prejudicada e uma vez que o passageiro se encontra entre os grupos de risco (obesos, grávidas, terceira idade, tabagistas, etc.) a chance de o sangue causar coágulos é cada vez maior. Consequentemente a região começa a inchar, aquecer e causar dores que podem durar alguns dias.

Quem Teve Trombose Pode Viajar de Avião?

Uma dúvida frequente, no entanto, é se quem teve trombose pode viajar de avião após o ocorrido, e a resposta é positiva. Tomando os devidos cuidados e com a orientação médica, qualquer pessoa pode vir a viajar de avião.

Contudo, a pessoa deverá estar atenta com a localização de sua poltrona, e sempre que possível escolher um local de fácil movimentação, para fazer caminhadas até o banheiro e evitar que a mobilização seja inibida após muito tempo em uma mesma posição.

Dicas para Evitar Trombose Durante as Viagens

Para quem já teve trombose e precisa viajar de avião, recomenda-se primeiramente uma consulta médica para avaliar se a viagem não oferece nenhum tipo de risco. Em geral, após quatro semanas da melhora de uma trombose o paciente já está autorizado a viajar novamente.

Os exercícios de prevenção são fundamentais para garantir a saúde e estimular a circulação sanguínea, portanto, é preciso movimentar as pernas e pés com frequência e não ficar mais de 1 hora em uma mesma posição. O espaço limitado pode ser um inimigo para quem teve trombose e pode viajar de avião, mas nesse caso é importante escolher assentos próximos aos corredores de modo com que seja possível caminhar e esticar as pernas.

A hidratação é um dos pontos mais importantes para que não haja inchaço e para estimular o passageiro a levantar-se e ir ao banheiro com maior frequência. As bebidas alcoólicas e comprimidos para dormir são prejudiciais por relaxarem o músculo em demasia. Opte por água ou bebidas leves como chás e sucos.

O uso de roupas confortáveis e de meias de compressão elástica também garantem conforto e estimulam a movimentação do sangue pelas veias. Em casos extremos ou viagens muito longas, haverá a recomendação médica para o uso de substâncias anticoagulantes, fazendo com que o passageiro possa viajar sem preocupações.

« Voltar para a Página Inicial

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *