Quem Tem Asma Pode Viajar de Avião?

Quando se tem algum problema de saúde e, concomitantemente, é preciso viajar de avião, é normal que surjam algumas dúvidas. Uma recorrente é se quem tem asma pode viajar de avião. Se a condição em causa não requer grandes preocupações, normalmente, não existem quaisquer limitações, contudo, mesmo assim, é uma condição que carece de alguns cuidados. Vejamos mais abaixo.

Quem tem asma pode viajar de avião
A asma é uma condição que requer alguns cuidados se for viajar de avião.

Então, quem tem asma pode viajar de avião ou não?

Bem, antes de você agendar a sua viagem, é importante que obtenha aconselhamento médico junto do médico que o segue, para aferir se pode viajar sem limitações. Se você for uma pessoa saudável, em forma, e, em simultâneo, os seus sintomas estiverem devidamente controlados, não deverá ter qualquer problema em viajar de avião.

Todavia, se você tiver asma severa, a reduzida pressão do ar no avião poderá causar-lhe problemas respiratórios. Por exemplo, se você tiver dificuldades em andar, de forma estável, 50 metros, sem perder o fôlego ou ainda necessitar de parar, o seu médico poderá aconselhar-lhe a não viajar.

Mesmo assim, as companhias aéreas podem facultar oxigénio nos seus voos. É necessário, contudo, que verifique atempadamente esse aspeto com a companhia em que vai viajar. Embora, normalmente, os aviões possam ter oxigénio para essas situações, pode ser necessário levar oxigénio extra.

O que vai precisar se viajar de avião com asma?

Tome a sua medicação normal e, além disso, leve consigo uma cópia das suas receitas médicas. Ter um plano de ação e também, se o tiver subscrito, os documentos do seu seguro de viagem consigo poder ser uma boa ideia se a sua condição realmente inspirar alguns cuidados.

Quando for viajar, deverá ter em consideração uma série de aspetos, os quais poderão incluir:

  • A consulta;
  • Precauções;
  • A viagem de avião;
  • O seguro de viagem.

Abaixo, poderemos ver, de forma mais pormenorizada, cada um desses aspetos, para estar preparado para qualquer eventualidade.

A consulta com o seu médico

É importante que tenha uma consulta com o seu médico antes de você viajar, para analisar a sua situação e, claro, para rever o seu plano de ação, bem como de tratamento, para se manter bem. Além disso, é recomendável que você descubra onde pode obter ajuda, como um médico ou ambulância de urgência, no seu destino, se necessitar. Leve inaladores de sobra, caso perca algum ou o mesmo seja roubado. Estes, normalmente, podem ser levados na sua bagagem de mão. Leve também consigo qualquer outra medicação que possa eventualmente precisar nas suas férias, mais alguns dias extra. Imprima um documento com os medicamentos que toma, incluindo os nomes genéricos dos medicamentos, pois poderá ser uma informação útil, caso vá a uma consulta no estrangeiro e precise de medicamentos.

Precauções a tomar

Se ficar exposto a almofadas com penas piora a sua asma, então você pode levar consigo a sua própria almofada ou pedir ao seu hotel uma almofada com enchimento sintético. Se for também sensível ao fumo de tabaco, peça também para ficar hospedado num quarto para não fumadores. Algumas atividades praticadas durante as férias, como o mergulho, podem ser perigosas para pessoas com asma, por isso, deverão ser evitadas, sempre que possível.

Tente assegurar que a sua asma está totalmente controlada, uma vez que a exposição a alérgenos e infeções virais, em espaços confinados, como aviões e navios, podem piorar a sua condição.

A viagem de avião com asma

Se você perde o seu fôlego com frequência, mesmo quando descansa, você pode precisar de uma avaliação especial antes de viajar, devido aos reduzidos níveis de oxigénio em alta altitude. De qualquer modo, leve sempre os seus medicamentos para a asma na bagagem de mão, para estar preparado caso a sua bagagem de porão seja extraviada ou, por alguma razão, danificada.

De acordo com as normas de segurança atuais, você não pode transportar recipientes com líquidos, géis ou cremes que excedam os 100ml na sua bagagem de mão. É possível transportar medicamentos essenciais com mais de 100ml a bordo, mas, para isso, vai precisar de autorização prévia da companhia aérea e aeroporto, bem como de uma carta do seu médico ou mesmo uma receita médica. Deve-se acrescentar que todos os medicamentos para a asma que são levados a bordo devem estar nas suas embalagens originais.

O seguro de viagem e a asma

Já aqui vimos que a subscrição de um seguro de viagem é uma das melhores formas que tem ao seu dispor para se preparar para qualquer eventualidade ou emergência médica, e o mesmo aplica-se também à asma. Muitas companhias pedem que você obtenha uma permissão para viajar do seu médico. Os prémios a pagar às seguradoras podem variar, dependendo da sua idade, medicação e destino, mas é um pequeno custo a pagar pela sua segurança. Isto porque, através de um seguro, você garante desde logo que obterá assistência médica no estrangeiro, caso necessite, sem que lhe sejam imputados quaisquer outros custos adicionais.

Portanto, face à questão inicial, sobre se quem tem asma pode viajar de avião, sim, pode realmente viajar, desde que tome algumas precauções e, claro, não haja qualquer impedimento médico para o fazer.

« Voltar para a Página Inicial

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *