Será que Posso Viajar de Avião com Febre?

Será que posso viajar de avião com febre? Esta é certamente uma questão muito comum em quem adoece subitamente na véspera de uma viagem. Isto porque ninguém quer perder ou adiar uma viagem. Mas, às vezes, ficar em casa pode ser o melhor devido a razões de saúde e, em quadros clínicos de febre, essa pode ser a melhor decisão a tomar.

Em todo o caso, neste artigo procuraremos explicar-lhe se pode ou não viajar de avião com febre e quais os cuidados a tomar. Isto para que, independentemente de apanhar o seu voo, salvaguarde a sua saúde.

Será que posso viajar de avião com febre

Então, será que posso viajar de avião com febre?

Primeiro, é importante que avalie a sua condição e, para o efeito, nada como consultar o seu médico. Ele, ou ela, poderá fazer uma avaliação do seu estado de saúde e, consoante o diagnóstico, ajudar-lhe a decidir se deve fazer o seu voo ou se, pelo contrário, deve adiar o mesmo.

Em condições normais, você não deverá viajar se tiver uma febre de 38° ou mais, bem como um ou mais dos seguintes sintomas:

  • Sinais óbvios de doença (por exemplo, dores de cabeça, fraqueza, pele e olhos amarelados);
  • Erupção cutânea;
  • Falta de fôlego ou dificuldades respiratórias;
  • Tosse persistente ou severa;
  • Confusão, especialmente se tiver começado há pouco tempo;
  • Hematomas e hemorragias (sem lesões anteriores);
  • Diarreia que não passa;
  • Vómitos que não passam (que não da sensação de movimento).

Por isso, caso o seu médico detete um ou mais dos sintomas referidos acima, decerto aconselhar-lhe-á a adiar o seu voo, de forma a recuperar no conforto e bem-estar da sua casa. Por outro lado, deve-se ter em consideração que algumas companhias aéreas procuram por passageiros visivelmente doentes na área de espera e durante o embarque. Se você parecer estar muito doente, pode ser a própria companhia a não deixar que você embarque.

Para se familiarizar com as doenças que impedem uma viagem de avião, não deixe de ler o artigo que escrevemos sobre esta temática.

« Voltar para a Página Inicial

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *