O que Fazer na Ilha do Corvo

No grupo ocidental, além da ilha das Flores, encontramos também a ilha do Corvo, a ilha mais pequena dos Açores. Devido à sua dimensão  e beleza natural, a ilha tem crescido paulatinamente de popularidade junto dos turistas, contudo, muitas são as pessoas que continuam sem saber o que fazer na ilha do Corvo, nem mesmo o que visitar.

A ilha tem uma caldeira no topo, que é designada de caldeirão, e conta com vários cones vulcânicos que emprestam uma aparência singular ao cenário paisagístico da ilha. Mas, além desta vertente natural que demarca a ilha, existem várias atividades para fazer, bem como locais para visitar.

O que fazer na ilha do Corvo?

Apesar da sua dimensão, existem mesmo assim algumas atividades populares para fazer na ilha do Corvo. Vejamos abaixo algumas das sugestões de atividades às quais as pessoas mais recorrem:

  • Geoturismo
  • Mergulho
  • Observação de aves
  • Parapente
  • Passeios pedestres

Além das atividades sugeridas, existem também vários locais passíveis de serem visitados.

O que visitar na ilha do Corvo?

Se não pretender realizar nenhuma das atividades supracitadas, pode sempre enveredar por um outro tipo de programa, isto é, visitando os locais mais interessantes da ilha.

O que fazer na ilha do Corvo
Lagoa do Caldeirão

Se não está familiarizado com o que visitar na ilha do Corvo, veja abaixo algumas dicas:

Alto dos Moinhos – Junto à Ponta Negra, encontramos o Alto dos Moinhos, um local marcado pelos pequenos moinhos de vento que enfeitam a localidade à beira-mar.

Caldeirão – Trata-se do elemento principal e paisagístico da ilha, cujo diâmetro extende-se por 2,3 km, e tem uma profundidade de 305m.  A lagoa no seu interior é pouco profunda, sendo circundada por cones vulcânicos.

Festas – São sempre um dos principais cartões de visita de qualquer ilha dos Açores e o Corvo, em particular, não é exceção. Nesse sentido, especialmente no verão, são realizadas festas que não deve perder, nomeadamente a Festa da Padroeira da Ilha, bem como o Festival dos Moinhos, ambos em agosto, e a festa da Nossa Senhora do Bom Caminho, que encerra o período festivo em setembro.

Restaurantes locais – Uma visita aos restaurantes para saborear a gastronomia local é, naturalmente, obrigatória. Nos restaurantes existe um especial ênfase sobre os produtos frescos, como o peixe e o marisco, mas também o pão de milho, as tortas de “erva do calhau”, bem como o queijo artesanal, típico da ilha.

Vila do Corvo – Naturalmente, é um ponto de passagem de qualquer pessoa que visite a ilha, estando implantada sobre uma fajã lávica, que resulta na principal superfície aplanada da ilha.

« Voltar para a Página Inicial