O que Fazer em Dresden – Top 10 Atrações Turísticas

Procura saber o que fazer em Dresden? A localização geográfica de Dresden sempre foi uma mais-valia para a cidade alemã. Situada junto à fronteira com a República Checa e nas margens do rio Elba, Dresden era um importante centro comercial europeu que, aliado ao seu clima agradável e paisagem aprazível, contribuiu para o seu rápido florescimento.

No entanto, a destruição que sofreu durante a Segunda Guerra Mundial e, posteriormente, os vários anos do regime comunista alemão fizeram com que Dresden estagnasse por várias décadas, até se reerguer novamente das cinzas, qual fénix renascida.

Atualmente, é uma das mais vibrantes joias da coroa do território germânico, ou não fosse Dresden a antiga residência oficial dos reis da Saxónia. Se está a planear uma visita à cidade alemã, então, faça aqui a reserva da sua hospedagem, e confira abaixo 10 pontos turísticos de Dresden a não perder.

Top 10 – O que fazer em Dresden

10. MUSEU ZWINGER

Museu Zwinger em Dresden

Dresden é uma das capitais germânicas do barroco e do rococó e o Museu Zwinger é um dos mais preciosos exemplares arquitetónicos. No entanto, não é só o seu impressionante desenho que o faz ser uma das visitas obrigatórias da cidade. A sua coleção de porcelana, a coleção de pintura dos Antigos Mestres e o Gabinete Real de Instrumentos Matemáticos e Físicos fazem dele um complexo museológico de excelência, onde a variedade dos quatro pavilhões simétricos são circundados por uma série de estátuas, fontes e figuras femininas.

9. HOFKIRCHE

Hofkirche, Dresden

A Hofkirche, ou melhor, a Catedral Católica da Santíssima Trindade, situa-se no coração de Dresden e é a principal igreja da cidade. Construída em 1755 e elevada a catedral já na década de 80 do século passado, é mais um exemplo primoroso da arquitetura barroca, de grande opulência e exuberância. O exterior é igualmente impressionante: uma torre com mais de 85 metros de altura e uma fachada cheia de nichos e balustradas com quase oito dezenas de estátuas. No interior descansam os restos mortais de vários membros da família real da Saxónia, um púlpito e um altar de eleição e um órgão barroco que é uma referência dentro do género.

8. CASTELO DE DRESDEN

Castelo de Dresden

O facto de ter sido a residência oficial dos reis da Saxónia contribuiu para a grande opulência da cidade de Dresden. O seu castelo, construído há mais de quatro séculos, foi a residência oficial da família real e, atualmente, é uma das suas principais atracões. Além disso, o antigo palácio alberga hoje em dia a coleção e arte da cidade, com um acervo espetacular de joias do século XIV ao XVIII. Conta ainda com a conhecida Câmara Turca, uma impressionante coleção de artefactos do antigo império otomano, assim como uma respeitável coleção de armas e objectos bélicos.

7. CAVALEIRO DOURADO

Cavaleiro Dourado - Dresden

No seu auge pré-Segunda Guerra Mundial, Dresden foi moldada pelos sonhos megalómanos do príncipe Augusto, o Forte. A cidade prestou-lhe homenagem em 1736, com a estátua do Cavaleiro Dourado, que o representa numa pose quase de imperador, montado num cavalo em vestes romanas. É um dos ex-libris da cidade, situada na praça Neustadter, na parte nova de Dresden.

6. PALÁCIO JAPONÊS

Palácio Japonês - Dresden

Já aqui falámos de Augusto, o Forte, e como a sua megalomania ajudou a moldar a forma de Dresden. Um desses bons exemplos é o Palácio Japonês, uma mansão imponente de estilo neoclássico e barroco, mandado erguer em 1737 com o intuito de albergar a coleção de porcelana chinesa de Augusto. No entanto, como atualmente está exposta no museu Zwinger, o Palácio Japonês é a casa do Museu de Etnologia de Dresden.

5. PONTE BLAUES WUNDER

onte Blaues Wunder em Dresden

Dresden situa-se junto à margem do rio Elba e uma das suas principais atrações é a ponte Blaues Wunder, que traduzido livremente para português significa algo como Maravilha Azul. Esta é uma ponte suspensa, de cor azul, sobre o Elba, considerada uma maravilha da engenharia devido ao seu longo tabuleiro suspenso. Uma visita obrigatória numa cidade que casa na perfeição a maior opulência arquitetónica com as maravilhas da natureza.

4. MUSEU ALEMÃO DA HIGIENE

Museu Alemão da Higiene em Dresden
© Raimond Spekking / CC BY-SA 4.0 (via Wikimedia Commons)

Dresden é também a casa do Museu Alemão da Higiene, instituição fundada no início do século XX com o intuito de promover os estilos de vida saudáveis. A descrição pode não ser muito prometedora, mas garantimos que é bem mais interessante do que parece. O museu, dedicado a várias práticas médicas e cirúrgicas, tem uma importante ala interativa para as crianças, uma exposição permanente sobre a raça humana e, claro, a famosa Mulher de Vidro, uma estátua transparente que permite visualizar as entranhas do corpo humano.

3. FRAUENKIRCHE

Frauenkirche - O que fazer em Dresden

A história da Frauenkirche é por si só espetacular. Esta igreja luterana, construída em 1743, era há altura considerada como uma das mais belas de todo o continente europeu. No entanto, os bombardeamentos de Dresden, durante a Segunda Guerra Mundial, fizeram com que fosse arrasada. Contudo, as suas ruínas foram catalogadas e armazenadas, levando a um complexo processo de reconstrução, que é ainda hoje um dos mais impressionantes casos de reabilitação arquitetónica do mundo. A igreja reabriu ao público em 2005, tendo utilizado neste processo cerca de 4 mil pedras da construção original. No topo, uma cruz de ouro ofertada pelo Reino Unido impõe-se como um símbolo da boa-vontade internacional.

2. THEATERPLATZ

Praça do Teatro em Dresden

A Theaterplatz, ou a Praça do Teatro, é uma das mais belas do mundo e uma excelente obra de arquitetura pública. A praça é dominada pela estátua equestre do rei João, no centro da mesma, ao estilo das praças renascentistas italianas. No lado oeste, ergue-se o Semperoper, o edifício da ópera de Dresden. No canto este, encontramos o Altstadter Wache, ou seja, a antiga casa da guarda de Dresden, enquanto que no canto oposto encontramos o palácio barroco Taschenbergpalais.

1. BRUHLSCHE TERRASSE

Brühl's Terrace

Nenhuma visita a Dresden fica completa sem uma visita ao Bruhlsche Terrasse, ou seja, à “Varanda da Europa”. Depois de uma escadaria considerável marcada pelas esculturas que representam a manhã, o meio-dia, a tarde e a noite, encontramos este antigo jardim privado, que se tornou público no século XIX. É aqui que encontramos o mais antigo monumento da cidade, o Moritz, construído em 1554. No entanto, é a sua vista, debruçada sobre Dresden e a Saxónia que merece bem a pena.

Essas são, então, as nossas sugestões sobre o que fazer em Dresden. Se tiver mais alguma sugestão sobre as principais atrações turísticas de Dresden, não deixe de partilhar a mesma com os nossos leitores, recorrendo ao formulário de comentários que vê abaixo.

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *