Dicas de Viagem para as Ilhas Faroé

As ilhas Faroé, também conhecidas como ilhas Féroe, são um destino de férias pouco conhecido, embora muito apelativo devido à sua conspícua beleza natural.  Se não sabe onde fica as Ilhas Faroé, este território dependente da Dinamarca fica localizado em pleno Atlântico Norte, mais precisamente entre a Escócia e a Islândia. Se tem curiosidade em conhecer melhor estas ilhas e gostaria até de as visitar, vamos conferir-lhe algumas dicas de viagem para as ilhas Faroé que decerto ser-lhe-ão extremamente úteis.

Este arquipélago, de resto, é composto por 18 ilhas maiores, bem como de outras ilhas menores e desabitadas, que abrigam sensivelmente 47.000 pessoas. Na ilha maior, designada de Streymoy, encontramos a capital, nomeadamente Tórshavn, que acolhe cerca de 16.000 habitantes.

Dicas de Viagem para as Ilhas Faroé
As Ilhas Faroé têm paisagens verdadeiramente deslumbrantes.

Dicas de viagem para as Ilhas Faroé

Abaixo, poderá ver dicas de viagem para as Ilhas Faroé que permitir-lhe-ão saber tudo o que precisa para viajar e conhecer estas magníficas ilhas.

Alojamento nas Ilhas Faroé

No que concerne à hospedagem nas ilhas Faroé, podemos encontrar várias infraestruturas que se destinam a esse efeito. Nesse sentido, além dos tradicionais hotéis, encontramos ainda nestas ilhas apartamentos, casas de verão para alugar, guesthouses, hostels, bem como ainda áreas de campismo, para quem procura uma forma de alojamento mais acessível.

Se desejar, de forma a familiarizar-se com todas as suas soluções de alojamento nas ilhas Faroé, poderá aceder ao Booking.com. Aí, poderá ver todas as opções que tem ao seu dispor nas ilhas, fazer simulações e, caso assim entenda, aproveitar para efetuar desde já a reserva do seu alojamento.

Como ir para as Ilhas Faroé

Para viajar para as ilhas Faroé, poderá optar por duas formas de transporte, dependendo naturalmente da sua localização, nomeadamente de avião ou barco, embora tenha provavelmente de fazer algumas escalas até chegar ao seu destino.

As ligações aéreas são asseguradas por três companhias distintas. Estas são a Atlantic Airways, a companhia oficial do arquipélago, que oferece ligações desde a Dinamarca, Escócia, Islândia e Noruega, embora a rota principal seja desde Copenhaga; a SAS, que vai começar a voar diretamente para as ilhas Faroé desde Copenhaga a partir de 26 de março de 2017, com um voo por dia, durante todo o ano; bem como a Loganair, que vai começar a voar diretamente desde Aberdeen, na Escócia, para as Ilhas Faroé a partir de 26 de maio de 2017.

Se preferir, poderá viajar para as llhas Faroé de ferry, através da empresa Smyril Line. O seu navio, M/S Norröna, parte para estas ilhas de Hirtshals, no norte da Dinamarca, bem como de Seyðisfjørður, na Islândia. A frequência das partidas varia de acordo com as estações.

O que comer nas Ilhas Faroé

Um dos benefícios de viajar reside na oportunidade de desfrutar de novos lugares, mas também das suas iguarias típicas. A comida faroesa decerto não lhe irá desapontar, até porque oferece-lhe um leque abrangente de pratos, desde os mais tradicionais, até aos influenciados por culturas estrangeiras. Por isso, poderá deliciar-se com pratos típicos como o peixe seco, cabeça de ovelha ou salmão fresco, mas também com hambúrgueres e pizzas.

De qualquer modo, os pratos tradicionais faroeses, geralmente, incluem a carne, peixe e batatas. Estes são os ingredientes base de uma grande variedade de pratos e que prometem agradar até aos palatos mais exigentes.

O que ver nas Ilhas Faroé

Como referimos acima, existem 18 ilhas que pode visitar neste arquipélago e, independentemente das ilhas que escolher, existe muito para ver. A única garantia, contudo, é que terá a oportunidade de ver cenários naturais verdadeiramente deslumbrantes.

De qualquer modo, em termos de sugestões, não podemos deixar de realçar: Gjógv, a aldeia mais ao norte da ilha de Eysturoy; Mykines, um dos principais pontos turísticos das ilhas; Saksun, uma vila remota, conhecida pela sua atmosfera tranquila; Tinganes, o núcleo histórico da capital do país; a old town, em Tórshavn, com as suas peculiares casas de madeira; Christianskirkja, uma das primeiras igrejas modernas na Escandinávia, entre várias outros locais. O mais recomendado é mesmo alugar um carro e partir à aventura.

O que fazer nas Ilhas Faroé

Para além de relaxar e passear pelas ilhas, para ver as suas deslumbrantes paisagens, se quiser ter umas férias mais ativas, existem outras atividades ao seu dispor. Estas incluem, por exemplo:

  • Ciclismo;
  • Compras;
  • Escalada;
  • Mergulho;
  • Observação de aves;
  • Pesca.

Qual a melhor altura para visitar as Ilhas Faroé?

Se você procura um local de sol, com temperaturas a rondar os 30 graus todos os dias, então estas peculiares ilhas não são propriamente o destino mais indicado para você, devido à sua localização. Ainda assim, a melhor altura para as visitar é no verão, onde a temperatura ronda os 13ºC. Se visitá-las no inverno, a temperatura, normalmente, tem uma média de 3ºC.

Os dias de verão trazem longas horas de sol, ao passo que os dias no inverno com a luz do sol podem ser muito curtos, com apenas cinco horas de luz. Vento, as nuvens e o frio são características comuns dos seus dias nas Ilhas Faroé durante todo o ano, sendo que o tempo, por vezes, é bastante instável, fazendo com que possa ter chuva numa ilha, neve noutra e, ainda, sol numa outra ilha. Por isso, independentemente de quando visitar as ilhas, é importante que traga consigo roupa apropriada e quente, para não ser surpreendido, mesmo que viaje no verão.

Transportes nas Ilhas Faroé

Você pode explorar as ilhas através de carro (clique aqui para alugar carro), autocaravana ou moto, pois a maioria das ilhas está ligada a uma excelente infraestrutura de estradas, pontes e túneis subaquáticos.

Todas as principais estradas estão devidamente pavimentadas, mas algumas estradas, especialmente em pequenas vilas, ainda são de gravilha. Por isso, tenha algum cuidado quando transitar nas mesmas, pois a gravilha solta pode dificultar a condução. Algumas estradas e túneis que o levam até às vilas podem também ser bastante estreitos, nesse sentido é também crucial controlar a velocidade e ter em atenção outros condutores.

O limite de velocidade nas áreas urbanas é de 50 km/h, e de 80 km/h nas estradas de asfalto, bem como em estradas de gravilha em áreas rurais. É uma boa ideia levar um mapa consigo no início da sua viagem, sendo que pode conseguir um facilmente nos centros de turismo. De resto, aplicam-se as mesmas leis da generalidade de outros países, sendo obrigatório o uso do cinto de segurança, e proibido o uso de telefone móvel durante a condução ou de conduzir embriagado.

Existem estações de abastecimento de combustível na maior parte das ilhas, contudo, como as distâncias entre as estações podem variar significativamente, é importante que se certifique sempre que tem combustível suficiente para chegar à próxima estação.

E você, para além destas dicas de viagem para as Ilhas Faroé, tem mais alguma que gostaria de partilhar connosco? Comente e deixe o seu testemunho para quem quiser visitar estas ilhas.

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *